INÍCIO   >  INSTITUTOS  >  Instituto de Altos Estudos – IAE  >  Instituto Estudos Académicos Adriano Moreira  >  Arquivo  >  8.º ano letivo — 2017-2018

CICLO «ARTE NO FEMININO»

4 de dezembro — Dança no feminino — mesa redonda  com Olga Roriz e Luísa Roubaud

5 de dezembro — Teatro no Feminino: Emília das Neves, uma diva oitocentista — Ana Isabel Vasconcelos

11 de dezembro — Galeria das Damas: Pintoras Portuguesas na transição dos séculos XIX e XX — Sandra Leandro

12 de dezembro — Arte no feminino – casos de estudo na arte portuguesa — Vítor Serrão

8 de janeiro — «Só com as mãos pode ser soletrado»: Raquel Roque Gameiro (1889-1970) Ilustração e Aguarela — Sandra Leandro

9 de janeiro — Mulheres na pintura contemporânea — Silvia Chicó

15 de janeiro  — Arquitectura no feminino? — Rita Ochoa

16 de janeiro — Mulheres na escultura portuguesa do século XX – entre contingência e propósito — Laura Castro

22 de janeiro — Lirismo onírico e gesto sonoro: Homenagem a Clotilde Rosa (1930-2017) — Ana Telles

23 de janeiro — Mulheres no cinema: uma reflexão e alguns exemplos — Rosário Lupi Bello

 

CICLO «JARDINS DE PORTUGAL NA HISTÓRIA E NA SOCIEDADE: JARDINS ICONOGRÁFICOS, ARTÍSTICOS E CIENTÍFICOS»

19 de fevereiro — O papel da Câmara Municipal de Lisboa na criação dos jardins públicos e no arranjo da cidade em Oitocentos — Ana Duarte Rodrigues

20 de fevereiro — O esplendor dos jardins e a nobreza em Portugal — Hélder Carita

26 de fevereiro — A influência da Índia nos Jardins portugueses — Cristina Castel‑Branco

27 de fevereiro — História de Arte dos jardins portugueses — Sónia Talhé Azambuja

5 de março — Jardins e parques históricos do Porto — Teresa Portela Marques

6 de março — Jardins botânicos — Características e finalidades — Maria Manuel Romeiras

12 de março — Jardins e Parques históricos de Lisboa — Ana Luísa Soares

13 de março — Jardins Desejados: o Passeio Público de herança Pombalina e os Logradouros de Recreio (1942-45) de Raul Lino — Paula André

19 de março — “Imago Paradisi”: o Jardim do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra ou Jardim da Sereia — Marco Daniel Duarte

20 de março — Jardins budistas — José Berardo

 

CICLO «O APOGEU DO IMPÉRIO VISTO ATRAVÉS DA OURIVESARIA»

9 de abril— Entre o religioso e o profano na ourivesaria barroca portuguesa — Gonçalo de Vasconcelos e Sousa

10 de abril — O Esplendor do Ouro. Retábulos de talha dourada na Lisboa do barroco: marcas de permanência e de ausência — Sílvia Ferreira

16 de abril — Sobretudo Roma mas também Paris: a origem das obras de ourivesaria importadas no reinado de D. João V — Teresa Leonor Vale

17 de abril — Leitão & Irmão: Ourives e Joalheiros da Casa Real — Teresa Maranhas

24 de abril — A Capela de São João Baptista e a sua coleção de ourivesaria — André Martins da Silva

 

CICLO «100 ANOS DE POESIA»

7 de maio — Metamorfoses da Poesia: Pessoa, Sophia, Cesariny, Hatherly, Alexandre — Fernando Cabral Martins           

8 de maio — Almada, o poeta para lá dos versos (conferência e leitura de poema, com música de Rini Luyks) — Sílvia Laureano Costa

14 de maio  — Natália Correia, um ser que veio do futuro — Fernando Dacosta

16 de maio — Leitura integral do livro Aracne, de António Franco Alexandre, no claustro da Academia das Ciências

21 de maio — O Tempo Duvidoso de Ruy Belo: o poeta perante a estranheza e o tremor do mundo — Gastão Cruz

22 de maio — António Ramos Rosa ou a Poesia como pátria sem fronteiras — Ana Paula Coutinho Mendes

29 de maio — Jorge de Sena lido por poemas seus — Jorge Fazenda Lourenço

4 de junho — Os cantos da imagem em Fiama Hasse Pais Brandão  — Joana Matos Frias

5 de junho — Mário Cesariny Rossi: a desconexa conexão — Maria Bochicchio

6 de junho — «À conversa com Nuno Júdice e Maria Sequeira Mendes» — encerramento do ano letivo