INÍCIO   >  INSTITUTOS  >  Instituto de Altos Estudos – IAE  >  Seminário de Jovens Cientistas  >  Situação da ciência e do emprego científico em Portugal

Num momento de profundas transformações que afectam todo o sistema científico e tecnológico nacional, o Seminário de Jovens Cientistas da Academia das Ciências de Lisboa chama a atenção para o problema do emprego científico e para a importância de um alargado debate sobre esta questão.

Ler "Situação da ciência e do emprego científico em Portugal".

Realizou-se, no passado dia 11 de maio, uma mesa redonda para debater a Ciência e o Mercado de Trabalho. Esta iniciativa do Seminário de Jovens Cientistas (SJC) reuniu os representantes das Universidades, institutos de Ciência, fundações, da área empresarial e investigadores para um debate alargado sobre a situação da Ciência em Portugal e do emprego científico, moderado pelo Prof. Henrique Leitão (ACL e membro da Direção do SJC). O painel, constituído pela Doutora Cleia Detry (Seminário de Jovens Cientistas), Doutor Paulo Granjo (Rede de Investigadores contra a Precariedade Científica), Doutora Mónica Bettencourt Dias (Instituto Gulbenkian de Ciência), Prof. Doutor Carlos Salema (Academia das Ciências de Lisboa), Eng.º Luís Mira Amaral (Presidente do Conselho da Indústria da CIP), Prof.ª Doutora Isabel Salavisa (CRUP – Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas) e Prof. Doutor António Feijó (Universidade de Lisboa), abordou várias questões relacionadas com a precariedade e sustentabilidade do emprego científico em Portugal e possíveis saídas e soluções.

Ler "Conclusões da Mesa Redonda Ciência e Mercado de Trabalho".