destaque_mes_outubro_noticia

Destaque da Biblioteca – outubro

Mediçoens das Naus, Fragatas, e mais embarcaçoens que tem feito o constructor Manoel Vicente Nunes

A Biblioteca da Academia das Ciências de Lisboa destaca, no mês de outubro, um manuscrito raro intitulado “Medições das Naus, Fragatas e Outras Embarcações” atribuído a Manoel Vicente Nunes. Este manuscrito pertenceu originalmente ao Marquês de Angeja.
O autor, Manoel Vicente Nunes, foi um construtor naval de renome, o que se reflete no conteúdo deste documento que oferece uma visão das técnicas utilizadas na construção de navios naquela época.
Para obter mais informações sobre este manuscrito pode agendar uma visita à nossa biblioteca para consulta, através do email: geral@acad-ciencias.pt. Estamos empenhados em preservar e divulgar o nosso património bibliográfico.

Mediçoens das Naus, Fragatas, e mais embarcaçoens que tem feito o constructor Manoel Vicente Nunes [Manuscrito] / Manoel Vicente Nunes. – [S.l., s.d.]. – 20 fls. de texto nums. a lápis azul, incluindo o rosto + 5 fls. em branco inums. ; 218 x 172 mm. – Cópia?. – Brochura com pastas de papel de fantasia. – Pert. de: Marquês de Angeja. Cota: Azul 1489

Medalha de Mérito Científico (1024 × 1024 px) (1920 x 1080 px)

Atribuição quatro Bolsas de Investigação – ACL

A Academia das Ciências de Lisboa tem a satisfação de anunciar a atribuição de quatro bolsas, de investigação e de iniciação à investigação, destinadas a áreas de estudo dentro da academia: Arquivo Histórico, Museu, Dicionário Histórico Biográfico e Comunicação de Ciência. Estas bolsas proporcionarão apoio financeiro a estudantes inscritos em cursos de mestrado.

  • Joana Soares: Aluna de Mestrado em Ciências da Documentação e Informação (FLUL) – Arquivo Histórico
  • Beatriz Merêncio: Aluna de Mestrado em Ciências da Documentação e Informação (FLUL) – Arquivo Histórico
  • Gonçalo Palmeira: Aluno de Mestrado em História (FCSH – NOVA) – Dicionário Histórico Biográfico
  • Inês Mesquita: Aluna de Mestrado em Museologia e Museografia (FBAUL) – Museu
  • Gonçalo Brito: Aluno de Mestrado em Cultura Científica e Divulgação de Ciências (FCUL) – Comunicação de Ciências

A Academia das Ciências de Lisboa felicita os contemplados com as bolsas e aguarda com expetativa as suas contribuições para a pesquisa, preservação e divulgação do património e atividades da academia. 

doc_mes_outubro_noticia

Documento do mês (ah) – outubro

Arrendamento de casa da Academia das Ciências de Lisboa, 30 de novembro de 1841

Escritura de arrendamento feita pela Academia das Ciências de Lisboa a Joana Maria, tendo como fiador Francisco António de Carvalho e Almeida, por 13.440 reis anuais.

Em meados do século XIX, Portugal começou lentamente a assistir ao desenvolvimento industrial das suas cidades, sobretudo de Lisboa e do Porto, conduzindo à necessidade de desenvolvimento de estratégias de habitação como resposta à afluência demográfica. Sita na então Rua do Arco do Marquês, herdeira dos espaços do antigo Convento de Jesus, a Academia das Ciências de Lisboa tornou-se também proprietária da correnteza de casas que ainda hoje marcam a paisagem urbana, as quais arrendava.
No Documento do Mês de outubro destacamos uma escritura de contrato de arrendamento em papel selado entre a Academia das Ciências de Lisboa e Joana Maria para um quarto na Rua do Arco do Marquês n.º 7, ficando a pagar 13.440 mil reis anuais. As cláusulas acordadas entre as partes previam a salvaguarda e manutenção do espaço, “com todo o aceio, não pregarei pregos em paredes estucadas, nem tão pouco poderei demolir (…) obrigando-me a pagar os vidros que se quebrarem”.

Documento Digitalizado

alberto.sampaio

Vencedor da 6ª Edição do Prémio Alberto Sampaio

A Academia das Ciências de Lisboa tem o prazer de anunciar que Gonçalo Marques é o vencedor da 6ª edição do Prémio de História Alberto Sampaio, com o ensaio “Do Vinho de Deus ao Vinho dos Homens: o Vinho, os Mosteiros e o Entre Douro e Minho”.

Este prestigiado prémio reconhece trabalhos de excelência na área da História e tem como objetivo promover e incentivar investigações de qualidade neste campo. O ensaio de Gonçalo Marques destacou-se pela sua contribuição significativa para o entendimento da história do vinho na região do Entre Douro e Minho, bem como pelo rigor e profundidade da pesquisa realizada. A Academia das Ciências de Lisboa felicita Gonçalo Marques pelo seu trabalho notável e pelo merecido reconhecimento com o Prémio de História Alberto Sampaio 2023. A Academia das Ciências de Lisboa agradece a todos os participantes e envolvidos neste prémio e reitera o seu compromisso em apoiar e promover a investigação histórica em Portugal. Para mais informações sobre o Prémio de História Alberto Sampaio e outras iniciativas da Academia das Ciências de Lisboa, por favor, visite o nosso site oficial.

noticia_bicentenario_const_1822_2023.09.28 (1920 × 1080 px)

Bicentenário da Constituição de 1822 – e-book acesso livre

Imagem: Constituição politica da monarquia portugueza . – Lisboa : Imprensa Nacional, 1822. – 100 p. ; 8º (20 cm). – Pert.: Livraria do Convento de Nossa Senhora de Jesus de Lisboa. COTA: BACL 11 315 20

A Academia das Ciências de Lisboa organizou, em 7 de outubro de 2022, uma sessão especial em comemoração do bicentenário da Constituição Portuguesa de 1822. O evento contou com a presença do Presidente da Assembleia da República, Augusto Santos Silva, e reuniu destacados constitucionalistas como oradores convidados. Durante a sessão, foram apresentadas reflexões abrangentes sobre a importância histórica da primeira Constituição Portuguesa e o contexto político que a envolveu. Os constitucionalistas Jorge Miranda, Vital Moreira, Maria Lúcia Amaral e Gonçalo de Almeida Ribeiro contribuíram com comunicações significativas, ficando o encerramento da sessão a cargo de Guilherme d’Oliveira Martins, Presidente da Comissão para as Comemorações do Bicentenário do Constitucionalismo em Portugal.
Como resultado dessa celebração, a Academia das Ciências de Lisboa tem o prazer de anunciar o lançamento de mais um livro em formato digital que reúne as contribuições apresentadas durante o evento. Este livro representa uma adição relevante ao conhecimento sobre os primórdios da história constitucional portuguesa e está agora disponível para todos os interessados na Biblioteca Digital do site da ACL.

Consultar livro Aqui

noticia_bicentenario_ind_brasil_2023.09.26 (1920 × 1080 px)

Bicentenário da Independência do Brasil – e-book acesso livre

Imagem: “Independência ou Morte”: óleo de Pedro Américo (1888)

Fez agora um ano que, para celebrar o bicentenário da Independência do Brasil, a Academia das Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras realizaram uma sessão conjunta. Este evento contou também com a colaboração da Academia Brasileira de Ciências, da Academia Mineira de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro. A sessão deu destaque à participação dos académicos brasileiros, reconhecendo a importância especial da data para o Brasil, que celebra a sua independência. Durante a sessão, os académicos José Murilo de Carvalho, Arno Wehling, Caio Boschi, Laura de Mello e Souza e Guilherme d’Oliveira Martins, partilharam reflexões sobre o significado e a memória desse acontecimento que moldou o presente e o futuro de dois países que compartilham um legado comum.
No seguimento desta conferência, anunciamos agora o lançamento do livro, em formato digital, que reúne as comunicações apresentadas. Esta publicação é um testemunho da riqueza da história compartilhada entre duas nações e já está disponível na Biblioteca Digital do site da Academia das Ciências de Lisboa.

Consultar livro Aqui

 

Design sem nome (13)

Abertura do ano académico 2023/24

No dia 15 de setembro, realizou-se a abertura do ano académico 2023/24 na Academia das Ciências de Lisboa, com uma sessão dedicada a homenagear o Abade José Correia da Serra no bicentenário da sua morte. O Abade José Correia da Serra foi um dos fundadores da Academia das Ciências de Lisboa e um destacado académico português, cujas contribuições científicas foram amplamente reconhecidas pela comunidade científica da sua época, sobretudo nos domínios da botânica e geologia.


Este evento incluiu o lançamento de um postal dos CTT em sua homenagem. Para quem não pôde estar presente, a sessão está disponível no nosso canal de YouTube.


No próximo ano académico, esperamos trazer mais atividades e eventos interessantes. Estejam atentos!

Fotografia: © CTT – Correios, Telégrafos e Telefones.

 

Teodora Cardoso_1942_2023

Teodora Cardoso (1942-2023)

A Academia das Ciências de Lisboa expressa o seu profundo pesar pela morte de Teodora Cardoso, sócia correspondente da secção de economia e finanças da Classe de Letras.

Teodora Cardoso personificou de forma notável as qualidades de rigor, isenção e determinação profissional desinteressada, ao longo de uma notável carreira de serviço público no Banco de Portugal e no Conselho de Finanças Públicas, de que foi a primeira Presidente.

A Academia das Ciências de Lisboa apresenta sentidas condolências à família de Teodora Cardoso.

Emprestimo_Quadro_Correia_da_Serra_Biblioteca_Serpa_2023.09.08

Academia das Ciências de Lisboa empresta quadro de Domenico Pellegrini à Biblioteca Municipal de Serpa para celebrar Bicentenário de Correia da Serra


A Academia das Ciências cedeu, a título de empréstimo, uma obra de arte para assinalar o bicentenário do nascimento do abade José Correia da Serra. O quadro, pintado pelo artista italiano Domenico Pellegrini, retrata o Abade Correia da Serra aos 48 anos de idade.
A Biblioteca Municipal de Serpa exibirá a pintura no próximo dia 9 de setembro, das 10h00 às 13h00, como parte das celebrações em homenagem a este botânico, diplomata e filósofo. O evento é uma oportunidade para os visitantes apreciarem a obra e refletirem sobre o legado de Correia da Serra na ciência e na cultura. A contribuição da Academia das Ciências de Lisboa para esta celebração destaca a importância da preservação do património cultural e científico de Portugal, enriquecendo as festividades que marcam o bicentenário do nascimento de um dos filhos mais notáveis da região.

Restauro_Correia_Serra_2023.09.07

Intervenção de conservação e restauro no retrato de José Correia da Serra

Autoria: Domenico Pellegrini (1749-1840) | Data: Século XVIII, 1799.| Técnica: Óleo sobre tela.| Dimensões: Tela: 76,5 x 63,5 – Moldura 93 x 83,5 | Nº de Inventário: ACL-PIN-0041

Passaram duzentos anos desde o falecimento de uma das mais célebres figuras na História da Academia das Ciências de Lisboa; porém, as suas contribuições não caíram no esquecimento.

José Correia da Serra (1751-1823), proeminente botânico, naturalista e diplomata, terá no dia 15 de setembro uma sessão evocativa dedicada aos serviços que prestou à comunidade científica e à instituição que ajudou a estabelecer em 24 de dezembro de 1779.

Contudo, esta homenagem vai além das palavras. Pintado pela mão do artista italiano Domenico Pellegrini, no ano de 1799, o retrato de José Correia da Serra foi alvo de uma recente intervenção de conservação e restauro. A Academia das Ciências de Lisboa agradece à técnica de restauro Maria Monforte, por ter devolvido ao rosto de Correia da Serra – na altura com 48 anos – o brilho e a vivacidade originais.